fechar
Acessibilidade (0)
A A A

Escolha o idioma

pt
oe_80_anos_745x206px_oe_2_14206977345821a5726b923.jpg
d5be7ba33e7e6727c38d5f64aabf5905.jpg
f94424294702c78017e30b0c79e2043b.jpg
Região Centro
Região Sul
Madeira
Açores

A Ordem

Eng. Michael Figueiredo

Cidade do Cabo - África do Sul







Eng. Michael Figueiredo

Cidade do Cabo, África do Sul


Engenheiro Civil na Cidade do Cabo

Engenheiro Michael Figueiredo possui Mestrado integrado em Engenharia Civil, pela Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro e vive na Cidade do Cabo, na África do Sul, desde agosto de 2012.

Após uma experiência profissional de dois anos no Porto em Fiscalização e Gestão de Projeto, Eng. Michael Figueiredo decidiu emigrar face às dificuldades relacionadas com o emprego em Portugal, "Já tinha aspirações para emigrar para o Brasil ou para a Austrália, mesmo antes de se verificarem todas as dificuldades atuais, por isso apenas emigrei mais cedo do que o previsto", afirma.



Ver mapa maior

Engenheiro de Estruturas na Buildings Unit da Aurecon

Atualmente trabalha no Buildings Unit da Aurecon, o departamento de estruturas da empresa. "Estou integrado nos escritórios de Paarl, Western Cape, que tem uma forte equipa de estruturas e está de momento a efectuar projectos de grande envergadura para Angola, África do Sul, Nigéria e EAU. A Aurecon é uma empresa de consultadoria com sede na Singapura e tem escritórios espalhados em 26 países. Possuimos projetos em mais de 80 países da África, América do Sul, Ásia e Oceania.


O ambiente de trabalho no meu departamento é bastante positivo e direcionado para os resultados, pelo que poderá haver alturas em que trabalhamos algumas horas extras para cumprir os prazos, mas por outro lado temos também várias atividades sociais, tais como churrascos e eventos desportivos para fortalecer a união entre colegas."

Viver na Cidade do Cabo

O Engenheiro de Estruturas afirma que as condições de trabalho são bastante boas, desde que não se vá com o único objetivo de trazer dinheiro para Portugal, "se for com o objetivo de fazer vida aqui poderá viver bem. No entanto, o Rand á bastante fraco em relação ao Euro pelo que se pretende ganhar dinheiro e voltar a Portugal, emigrar para aqui não será uma boa opção”, esclarece.




"Uma vez que tenho dupla nacionalidade não necessitei de arranjar visto de trabalho mas o processo de reconhecimento das minhas habilitações académicas teve que ser efetuado da mesma maneira que um estrangeiro”, afirma.

Para exercer funções na Cidade do Cabo importa realçar que é importante reconhecer as qualificações através do SAQA. Eng. Michael Figueiredo informa que se poderá tratar de "um processo relativamente rápido desde que se apresente toda a documentação necessária (1 a 2 meses). Posteriormente, é necessário proceder ao reconhecimento do estatuto de engenheiro pelo ECSA (OE da África do Sul). Trata-se de um processo moroso e no meu caso, por ter menos experiência, poderá demorar 4 a 5 anos. No caso de pessoas com 10, ou mais, anos de experiência o estatuto de engenheiro poderá ser reconhecido automaticamente ao serem provados os conhecimentos/experiência.
Fora do trabalho há muito para fazer nesta parte da África do Sul pois é uma região bastante vocacionada para o turismo. Há muito boas condições para praticar desporto, existem vários ginásios e bom ambiente para ciclismo, corridas diárias, escalada, surf, entre outros. Também há muitas zonas para passar o fim de semana, tais como como parques naturais para fazer safaris, praias com baleias ou pinguins, quintas para fazer provas de vinhos e de queijos. Destaca-se ainda na própria Cidade do Cabo a Table Mountain.”





No que diz respeito às condições de vida, Eng. Michael Figueiredo informa que são bastante boas desde que sejam evitadas algumas zonas, "é um país com várias desigualdades e haverá um grande choque inicial mas terá a mesma sensação se visitar qualquer outro país africano”.

Existe a necessidade de se possuir um seguro de saúde privado, sendo que os hospitais serão bastante bons. Regra geral as empresas fornecem o seguro de saúde.

Na Cidade do Cabo, existe uma grande comunidade portuguesa, "sem grandes dificuldades encontrei um grande número de portugueses que vieram para aqui há tanto tempo como eu e apoiamo-nos constantemente. Também há um clube Português e alguns restaurantes portugueses em Cape Town. Além disso, será uma mais-valia registar-se no consulado porque há actividades organizadas por esta via,o que será uma boa maneira de conhecer os nossos conterrâneos. Nunca se sabe o futuro mas vejo-me ainda na Aurecon em Cape Town, daqui a 10 anos”, conclui o Engenheiro de Estruturas.

Contactos
michael.figueiredo@aurecongroup.com
michael.p.figueiredo@gmail.com
 








Parceiros Institucionais