fechar
Acessibilidade (0)
A A A

Escolha o idioma

pt
c98507ba3ff229c1d3787116fe6fcab1.jpg
visita_tecnica_edificio_668149595a7c3b7cbcbe7.jpg

Visita Técnica à Obra do Edifício FPM41

[ESGOTADO]

Avenida Fontes Pereira de Melo, n.º 41, Lisboa

24 de fevereiro de 2018

Adicionar ao meu Calendário

Local

Avenida Fontes Pereira de Melo, n.º 41, Lisboa

Informações

Ordem dos Engenheiros
Gabinete de Assuntos Profissionais
Tel.: 213 132 662|3 |4
E-mail: gap@oep.pt

[ESGOTADO]

A Especialização em Estruturas irá  organizar, no dia 24 de fevereiro de 2018, sábado, uma visita técnica à Obra do Edifício FPM41, em Lisboa.

Trata-se de um edifício com 17 pisos elevados, com uma área de cerca de 1400 m2/ piso, destinados integralmente a escritórios e 6 pisos enterrados, para estacionamentos e zonas técnicas, localizado numa das artérias mais movimentadas da cidade de Lisboa e perto de edifícios com um porte significativo e importantes especificidades estruturais, como o Imaviz e o Sheraton.

As soluções estruturais implementadas para o edifício foram condicionadas por diversos fatores, salientando-se duas que se consideram mais relevantes: a primeira, a proximidade do túnel do metropolitano de Lisboa e a necessidade de executar 6 pisos enterrados, conduzindo a soluções de contenção provisória especiais; e a segunda, o objetivo do Cliente em apresentar um edifício de escritórios com uma grande versatilidade e flexibilidade funcional, materializando através de grandes open-spaces com vãos de laje de 12mx18m, em conjunto com o "gesto urbano” proposto na conceção arquitetónica, que define uma zona livre de obstáculos verticais ao nível do piso térreo, alinhando o limite interior do edifício pela Maternidade Alfredo da Costa a Poente e a extremidade da consola pelo Saldanha Residence a Nascente, o que conduziu a um vão de laje em consola de 12m nos 15 pisos elevados.

Com base nestes condicionalismos foi necessário conceber diversos sistemas estruturais pouco correntes em edifícios, passando por soluções de lajes aligeiradas de betão armado e pré-esforçado para vencer os grandes vãos interiores, e por diagonais metálicas ao longo da fachada da zona em consola, para garantir a transmissão e o caminho das cargas até aos elementos verticais que se prolongam até às fundações. (Fonte: Miguel Sério Lourenço, 2018)


Ficha Técnica da Obra:
Dono de Obra: Edifício 41
Gestão de Projeto: Rockbuilding
Projeto de Arquitetura: Arq.ª Patrícia Barbas
Projeto de Estruturas: JSJ – Eng.ºs João Almeida e Miguel Lourenço
Empreiteiro: Mota Engil/Casais

Parceiros Institucionais