fechar
Acessibilidade (0)
A A A

Escolha o idioma

pt
8d9c5256a6a22a4ccadea77e3ea3afa3.jpg
100obrasdeeng-emportugal24963902274e0ca8e5c4644.jpg

100 Obras de Engenharia Civil no Séc. XX em Portugal (1.ª Edição)

de Edição da Ordem dos Engenheiros


Em stock

€ 62,50(Não Membro)

€ 50,00(Membro)

Segue para o correio em 48h


Prefácio

Ao longo do século XX ocorreu em Portugal um progresso notável nos diversos sectores da engenharia portuguesa, que importa destacar. São vectores decisivos da consolidação da Engenharia Civil em Portugal: o reforço do ensino da engenharia (com a criação em 1911 de dois estabelecimentos de ensino superior: a Faculdade de Engenharia, no Porto, e o Instituto Superior Técnico, em Lisboa) o desenvolvimento da investigação científica (através do LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil); o lançamento de grandes programas de obras públicas (imediatamente antes e após a II Guerra Mundial e no final do século, após a adesão à União Europeia); o grande impulso no sector dos Serviços de Engenharia; a modernização das tecnologias utilizadas na construção; e, ao nível associativo, a transformação da Associação dos Engenheiros Civis (que herdou toda a experiência da Engenharia Militar) na Ordem dos Engenheiros em 1936. A publicação desta obra com o título "100 Obras de Engenharia Civil no Século XX", tem como grande objectivo apresentar à sociedade, um conjunto significativo de obras (100) em 12 itens de actividade, que tenham contribuído de alguma forma para o desenvolvimento de Portugal e para reforçar o papel da Engenharia Portuguesa no mundo.

É importante realçar que, para proceder à escolha das obras, a Comissão Editorial teve que organizar uma base de dados de mais de mil obras construídas em Portugal no decurso do século XX, o que constituiu desde logo um trabalho digno de registo.

A selecção das 100 obras foi feita pelos especialistas dos 12 temas, tendo por base os seguintes parâmetros: a originalidade do projecto; a utilização de novos materiais; a introdução de tecnologias inovadoras; a contribuição das obras para o desenvolvimento económico e social de Portugal; e ainda a incidência das obras no avanço da regulamentação. Fazemos votos para que o trabalho desenvolvido para esta edição seja catalisador de outros de âmbito mais especializado, no domínio de outras especialidades ou em outros países, nomeadamente os de língua portuguesa, onde é reconhecida a importância da intervenção da nossa engenharia.

A terminar, é devida uma palavra de gratidão a todos os engenheiros que com grande sabedoria, esforço e dedicação permitiram a concretização desta edição. Estendem-se os agradecimentos aos Patrocinadores e aos Apoiantes, aos Donos de Obra, aos Projectistas, aos Gestores dos Empreendimentos, e aos Construtores que deram um apoio que se revelou fundamental para concretizar este trabalho de equipa.

Parceiros Institucionais