fechar
Acessibilidade (0)
A A A

Escolha o idioma

pt
oe_80_anos_745x206px_oe_2_14206977345821a5726b923.jpg
d5be7ba33e7e6727c38d5f64aabf5905.jpg
f94424294702c78017e30b0c79e2043b.jpg
Região Centro
Região Sul
Madeira
Açores
26-04-2016, 10:58

Eng. SARA JOANA XAVIER TINOCO

Membro

Região: Sul

Respostas: 2

2005/36/CE- Petição em defesa do exercicio da profissão de Engenheiro

Bom Dia, Venho por este meio expôr a minha ideia que certamente será a de muitos engenheiros portugueses acerca dos ordenados e precariedade que os engenheiros portugueses têm vindo a sofrer nos últimos anos. Gostaria de alertar que é importante termos uma ordem que nos defenda e que defenda os nossos direitos enquanto profissionais, estabelecermos um valor base de retribuição seria importante, temos outras ordens que o exigem e por vezes conseguem, falando na ordem dos médicos podemos verificar que estes profissionais têm ordenados médios desde o primeiro ano que desempenham as suas funções, os engenheiros que conseguem ter emprego muitas das vezes o que têm são ofertas de 650? ou menos, efectivamente compreendo o flagelo que se verifica na diminuição da escolha por cursos de engenharia mas também percebo que hoje em dia ser-se engenheiro não é fácil pela remuneração que se tem. Existem profissionais de áreas completamente diferentes que têm a remuneração base estabelecida por lei de 743.82?, onde não se tem de ter sequer formação superior para aceder a essas formações, por este exemplo entre outros tantos podemos verificar que algo de muito errado se está a passar e ninguém se preocupa aparentemente com esta situação. Devia ser algo que a ordem dos engenheiros deveria ter em consideração, visto que estas leis não prestigiam em nada a profissão e as responsabilidades que ser-se engenheiro acarreta. Um Bem-Haja!

Responder

Responder

Parceiros Institucionais