fechar
Acessibilidade (0)
A A A

Escolha o idioma

pt
atualidade_2488341014fa3f4a8ab7a2.jpg

Colégios de Engenharia Mecânica e de Ambiente promovem visita técnica ao centro de produção da Valorsul

08 de Julho de 2019 | Geral


O Conselho Regional Sul do Colégio de Engenharia Mecânica, em parceria com o Conselho Regional Sul do Colégio de Engenharia do Ambiente, levou a cabo, no passado dia 28 de junho, uma visita técnica à central de valorização energética de resíduos da Valorsul, localizada em S. João da Talha.

A visita àquela que é uma instalação fulcral para toda a região de Lisboa e da zona Oeste, cobrindo 19 municípios, recebendo cerca de 2.000 toneladas de resíduos por dia e produzindo energia suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes, contou com a participação de quase duas dezenas de pessoas ligadas a vários colégios e especialidades. 

O programa do dia arrancou com uma apresentação da empresa e das diversas atividades a que o grupo se dedica, proferida pelo administrador da Valorsul, Tomás Serra, durante a qual foi explicada a génese da constituição da atual sociedade, liderada pela EGF (Grupo Mota-Engil), assim como descritas as infraestruturas que compõem a mesma. Destas, referem-se 2 centros de triagem, 8 ecocentros, 1 central de valorização energética, 2 aterros sanitários, 6 estações de transferência, 1 instalação de tratamento de escórias e 1 estação de tratamento e valorização orgânica.

Foram também apresentadas as metas do PERSU 2020 em matéria de reutilização e reciclagem, de resíduos urbanos em aterro e em retomas de recolha seletiva. Foi também referido que, atualmente, se verifica um aumento significativo da recolha seletiva, tendo-se registado um aumento de 11% nos contentores verdes, 26% nos amarelos e de 28% nos azuis.

Foram ainda apresentadas outras caraterísticas das instalações, como aspetos técnicos e tecnológicos do centro de triagem (separadores balísticos, óticos, magnéticos e de indução), a valorização orgânica (com produção de energia elétrica através do biogás produzido) e a valorização energética realizada na instalação visitada pelo grupo. Em termos técnicos, refira-se a capacidade de queima de 292 kg/m².h de resíduos sólidos urbanos através de 3 estágios na câmara de combustão (secagem, queima e finalização da queima). As caldeiras (Foster Wheeler) utilizam a recuperação da energia dos gases de combustão através da produção de vapor a 420°C e 52 barg, que é colocado numa turbina de 14 andares (Dresser Rand).

Após uma excelente e completa explanação, a visita passou para a instalação fabril, tendo sido visitados os locais de maior interesse do ponto de vista do processo e da engenharia.

Parceiros Institucionais