Ordem dos Engenheiroshttps://www.ordemengenheiros.ptptConceitos de Subestações de Média, Alta e Muito Alta Tensão - Fascículo 3https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/artigos-de-opiniao/conceitos-de-subestacoes-de-media-alta-e-muito-alta-tensao-fasciculo-3/Dando sequência ao interesse demonstrado por vários engenheiros na conferência "Subestações de Alta Tensão – Cálculos de Dimensionamento” anunciada em maio do corrente ano e que teve de ser definitivamente cancelada devido a dificuldades pessoais do conferencista, Engenheiro Manuel Bolotinha, vem a Região Sul da Ordem dos Engenheiros, através do Conselho Regional do Colégio de Engenharia Eletrotécnica, promover a divulgação de um conjunto de fascículos intitulados "Conceitos de Subestações de Média, Alta e Muito Alta Tensão”, expressamente compilados para o efeito, da autoria do Eng. Manuel Bolotinha a quem desde já publicamente se agradece.

Serão publicados no Portal, 6 fascículos abordando o desenho das subestações, seus materiais e equipamentos, cálculos de dimensionamento, comissionamento e ensaios.

O acesso aos fascículos, publicados desde este mês de setembro, é exclusivo a membros da Ordem dos Engenheiros após a introdução do login  (Nº da cédula e Password) no Portal da Ordem.


3º Fascículo - Equipamentos e Sistemas (Volume 2 - Equipamentos MAT, AT e MT)


Caso tenham alguma questão ou comentário que queiram colocar ao autor podem fazê-lo através do seguinte endereço de email: atividades@sul.oep.pt
]]>
Conceitos de Subestações de Média, Alta e Muito Alta Tensão - Fascículo 32021-09-24
Delegação Distrital de Faro promoveu prova de vinhos biológicoshttps://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/delegacao-distrital-de-faro-promoveu-prova-de-vinhos-biologicos/A Delegação Distrital de Faro, com o apoio do Conselho Diretivo da Região Sul da Ordem dos Engenheiros realizou, no passado dia 15 de setembro, ao final da tarde, no Lab Terrace em Faro, um convívio com prova de vinhos biológicos.

O convívio assinalou o regresso de um período pós férias para a maioria dos Colegas, bem como, o regresso à socialização após um período longo de isolamento e restrições.

O evento decorreu num espaço aberto e cumprindo as recomendações da DGS, relativas à pandemia e contou com a presença de 31 participantes.
]]>
Delegação Distrital de Faro promoveu prova de vinhos biológicos2021-09-24
XXII Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiroshttps://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/xxii-congresso-nacional-da-ordem-dos-engenheiros/

"A Engenharia e os Desafios do Futuro" é o tema do XXII Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros, que decorrerá a 27 e 28 de outubro próximo, em formato digital, um evento previsto para 2020 mas adiado devido à situação pandémica que o País e o Mundo ainda atravessam.
No ano que marca o arranque dos investimentos no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, que complementarão os já previstos em outros relevantes instrumentos estratégicos, como é o caso do Plano Nacional de Investimentos 2030 (PNI 2030), que se espera que venham a proporcionar condições inéditas para uma década de mudança e reposicionamento do modelo económico português, a Ordem dos Engenheiros pretende contribuir, no âmbito das suas atribuições estatutárias, para um debate técnico, sério e fundamentado que concorra para o progresso e desenvolvimento nacionais, nos quais os Engenheiros serão protagonistas.

Como tal, o programa do XXII Congresso da Ordem dos Engenheiros foi estruturado considerando os âmbitos e contextos referidos, bem como a necessidade de inovação, potenciação da digitalização e da inteligência artificial.

Estão previstas três sessões plenárias, com intervenções de fundo sobre a sustentabilidade e resiliência, o papel da Engenharia na recuperação económica do País, bem como sobre os desafios da educação e da qualificação na adequação do capital humano às necessidades de empresas privadas e públicas, bem como do próprio Estado.

Concomitantemente, as oito sessões técnicas paralelas abordarão temas tão vastos quanto o âmbito da própria Engenharia, como sejam o Ambiente, Clima e Descarbonização, a Mobilidade e Coesão Social e Territorial, a Transição Digital e Cibersegurança, a Investigação e Inovação e os Desafios Globais para o Desenvolvimento.

Consulte o Site Oficial do Congresso aqui »»»
]]>
XXII Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros2021-09-21
Presidente da Região Sul participa na sessão de abertura da Pós-graduação em Construção e Reabilitação Sustentável da Nova School of Science and Technology (FCT NOVA)https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/presidente-da-regiao-sul-participa-na-sessao-de-abertura-da-pos-graduacao-em-construcao-e-reabilitacao-sustentavel-da-nova-school-of-science-and-technology-fct-nova/Decorreu no passado dia 17 de setembro, pelas 17h, a sessão de abertura da 4ª edição da Pós-graduação (PG) em Construção e Reabilitação Sustentável da FCT NOVA. O evento decorreu em formato presencial, tendo contado com as presenças do Prof. Virgílio Cruz Machado, Diretor da FCT NOVA, do Eng. Luís Machado, Presidente do Conselho Diretivo da Região Sul da Ordem dos Engenheiros (OE), de elementos da Comissão Científica da PG, de diversos Docentes e, naturalmente, de todos os alunos inscritos nesta PG.

Luís Machado, foi um dos oradores nesta sessão, tendo destacado a importância destas organizações para a formação especializada dos membros da OE ao longo da vida, os quais, por esta via, podem contribuir de uma forma mais esclarecida e atual para a resolução de problemas, por vezes de grande complexidade, com que são confrontados na sua atividade profissional.

A sessão foi organizada pelo Eng. Fernando Pinho, Coordenador do Conselho Regional Sul do Colégio de Engenharia Civil, na sua qualidade de Coordenador da PG.

A presente edição desta PG obteve acreditação pelo Sistema de Acreditação da Formação Contínua para Engenheiros – OE+AcCEdE®

https://www.fct.unl.pt/ensino/curso/diploma-de-estudos-pos-graduados-em-construcao-e-reabilitacao-sustentavel


]]>
Presidente da Região Sul participa na sessão de abertura da Pós-graduação em Construção e Reabilitação Sustentável da Nova School of Science and Technology (FCT NOVA)2021-09-21
A Região Centro Informa - Newsletter | Semana 38https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/artigos-de-opiniao/a-regiao-centro-informa-newsletter-semana-38/Com periodicidade semanal, a Newsletter da Região Centro apresenta notícias de especial relevo, uma síntese das próximas atividades a realizar na região, bem como outras de manifesto interesse para os membros da Ordem dos Engenheiros.

Consulte a mais recente edição da Newsletter da Região Centro (14-09-2021): Semana 38/2021

]]>
A Região Centro Informa - Newsletter | Semana 382021-09-21
Região Sul promove Concurso Towards Zero https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/regiao-sul-promove-concurso-towards-zero/




O Conselho Diretivo da Região Sul da Ordem dos Engenheiros promove o Prémio de Eficiência Energética, designado "TOWARDS ZERO”, com o objetivo de melhorar a eficiência energética e hídrica do edificado da Ordem dos Engenheiros (OE), em Lisboa.
 
Esta iniciativa, que surge no âmbito do "Ano OE para a Eficiência Energética – Economia Circular”, decretado pelo Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Engenheiros, visa a promoção de um concurso, no qual a Região Sul da OE possibilita a todos os recém-mestrados em Engenharia e estudantes de mestrado integrado a participação ativa na melhoria da eficiência energética e hídrica da sua Associação Profissional, ao mesmo tempo que contribui para o enriquecimento da experiência profissional e curricular dos participantes.

Podem concorrer equipas de 1 a 3 alunos de mestrado em Engenharia ou mestrados, nos últimos 5 anos [de 2017 até 2021 inclusive], membros da Região Sul da Ordem dos Engenheiros (OERS). 

O concurso será realizado em três etapas – a inscrição no mesmo, até 15 de dezembro de 2021, seleção de 10 equipas (máximo) a concurso e  desenvolvimento do estudo de maximização da Eficiência Energética e Hídrica, a apresentar até 07 de janeiro de 2022.


O valor Total do prémio será de 10.500€:
1º prémio: 4.000 €
2º prémio: 2.000 €
3º prémio: 1.000 €
Restantes equipas: 500€


Consulte o site do Concurso e o Regulamento aqui


Informações complementares, podem ser enviadas pelo email oers@sul.oep.pt | 213 132 666


]]>
Região Sul promove Concurso Towards Zero 2021-09-21
Aprovada Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricionalhttps://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/aprovada-estrategia-nacional-de-seguranca-alimentar-e-nutricional/


Foi publicada em Diário da República, no dia 13 de setembro, a Resolução do Conselho de Ministros n.º 132/2021, que aprova a Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, com o objetivo de garantir o fornecimento de alimentos em quantidade e qualidade, de modo sustentável e acessível a uma população mundial crescente.

A Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional está inserida no Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSANP), criado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2018, de 26 de julho, e visa "contribuir para a definição de uma visão integrada das matérias relativas à segurança alimentar e nutricional, no quadro da concretização progressiva do Direito Humano a uma Alimentação Adequada, e em linha com as orientações da Organização das Nações Unidas no âmbito da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”.

A Estratégia é capaz de integrar um diagnóstico da segurança alimentar e nutricional em Portugal, bem como uma análise da evolução das tendências da produção e do consumo, sendo identificados quatro eixos estratégicos e sete medidas necessárias à sua implementação nos próximos anos.

Consulte a Resolução do Conselho de Ministros n.º 132/2021, que aprova a Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, aqui »»»

]]>
Aprovada Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional2021-09-20
Prémio Inovação Jovem Engenheiro - PIJE 2021 | 1º Prémio 10 000 Euroshttps://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/premio-inovacao-jovem-engenheiro-pije-2021-1-premio-10-000-euros/Encontram-se abertas, até ao próximo dia 30 de dezembro, as candidaturas à 31ª edição do Prémio Inovação Jovem Engenheiro - PIJE 2021, iniciativa promovida, desde 1990, pelo Conselho Diretivo da Região Sul da Ordem dos Engenheiros.

O Prémio tem como objetivo galardoar os trabalhos que se evidenciem pelo seu carácter inovador e aplicabilidade prática.

Os Jovens Engenheiros, estagiários ou efetivos, até 35 anos, inscritos na Ordem dos Engenheiros, em qualquer das suas Regiões, são convidados a apresentar os seus trabalhos para candidatura ao Prémio.

Com esta iniciativa promovida pela Região Sul da Ordem dos Engenheiros desde 1990, pretende-se potenciar futuros profissionais promissores com a divulgação de trabalhos diferenciadores e mostrar as capacidades que acreditamos possuírem tantos e tão bons Jovens Engenheiros.


Para mais informações: https://pije.ordemengenheiros.pt/pt/



]]>
Prémio Inovação Jovem Engenheiro - PIJE 2021 | 1º Prémio 10 000 Euros2021-09-20
Webinar “Repercussões Ambientais Resultantes da Rotura de Barragens de Rejeitados”https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/webinar-repercussoes-ambientais-resultantes-da-rotura-de-barragens-de-rejeitados/O Grupo de Trabalho sobre Terrenos Contaminados da CPGA/SPG (Comissão Portuguesa de Geotecnia Ambiental/Sociedade Portuguesa de Geotecnia) e  LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) organizam, no próximo dia 27 de setembro, pelas 14h00, um webinar intitulado "Repercussões Ambientais Resultantes da Rotura de Barragens de Rejeitados”, evento que conta com o apoio da Ordem dos Engenheiros.

O webinar é de participação livre e gratuita e será transmitida no canal da SPG no YouTube, com acesso através do seguinte link: https://youtu.be/Q5LENWKmMBI.

Durante o evento serão proferidas duas palestras pelos especialistas: Paulo Franca (F&Z Consultoria e Projetos) e Eduardo Marques (Universidade Federal de Viçosa). As apresentações serão seguidas por um período de debate, moderado pelo especialista Luiz Guilherme de Mello (Escola Politécnica da USP, Vecttor Projetos), no formato de mesa redonda, em que irão participar Celeste Jorge (Laboratório Nacional Engenharia Civil), Maria de Lurdes Dinis (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto) e Teresa Valente (Universidade do Minho).

O webinar é destinado a profissionais nos domínios da engenharia: civil, geológica, minas, ambiente e química.
Com o mesmo pretende-se mostrar a importância da melhor gestão do legado (passivo) resultante da exploração mineira, tendo em conta os graves problemas que podem surgir como consequência de um mau planeamento. No caso, extremo, da rotura de uma barragem de rejeitados, as consequências a jusante não se traduzem apenas na perda de vidas humanas e de bens, mas também em impactos negativos a muito negativos, a curto, médio e longo prazo, nos diferentes compartimentos ambientais, como sejam o solo e as águas, sem deixar de considerar a biota e o ar. Aquando da libertação das lamas que, dependendo do tipo de minério, podem ser potencialmente contaminadas com metais pesados, gera-se uma onda de inundação que se espalha nas imediações e que segue os cursos de água que intersecta, podendo-os afetar em centenas de quilómetros.


]]>
Webinar “Repercussões Ambientais Resultantes da Rotura de Barragens de Rejeitados”2021-09-16
A Região Centro Informa - Newsletter | Semana 37https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/a-regiao-centro-informa-newsletter-semana-37-1/Com periodicidade semanal, a Newsletter da Região Centro apresenta notícias de especial relevo, uma síntese das próximas atividades a realizar na região, bem como outras de manifesto interesse para os membros da Ordem dos Engenheiros.

Consulte a mais recente edição da Newsletter da Região Centro (14-09-2021): Semana 37/2021

]]>
A Região Centro Informa - Newsletter | Semana 372021-09-14
ESGOTADO | Formação “Técnicas de recuperação de ecossistemas degradados”https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/esgotado-formacao-tecnicas-de-recuperacao-de-ecossistemas-degradados/


A Câmara Municipal de Ponta Delgada em parceria com a Ordem dos Engenheiros Açores, irá realizar, no próximo dia 04 de outubro, no Centro de Estudos Natália Correia, um curso de formação em "Técnicas de recuperação de ecossistemas degradados", curso este inserido no programa de educação ambiental Bandeira Azul da Europa, dinamizado pelos Serviços Urbanos da autarquia.

O curso é dirigido a técnicos e técnicos superiores de empresas, instituições e organizações que desenvolvam tarefas nas áreas da reabilitação de espaços exteriores e visa apresentar soluções de recuperação e reabilitação de baixo impacto ambiental.

Os principais objetivos do curso de formação em "Técnicas de recuperação de ecossistemas degradados” são:

- dar a conhecer as principais técnicas de "engenharia natural" usadas a nível nacional;

- especificar e apresentar as metodologias mais adequadas para a contenção e sustentação de terrenos íngremes, em margens e taludes, assim como as suas principais vantagens e desvantagens;

- apresentar propostas de resolução de situações locais mais frequentes (taludes de vias e de margens de ribeiras, por exemplo), com baixo impacto ambiental, tendo em conta os materiais geológicos e a biodiversidade da Ilha de São Miguel.


As inscrições são gratuitas e terá um n.º máximo de 20 participantes.


]]>
ESGOTADO | Formação “Técnicas de recuperação de ecossistemas degradados”2021-09-10
Conceitos de Subestações de Média, Alta e Muito Alta Tensão - Fascículos, 1 e 2https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/conceitos-de-subestacoes-de-media-alta-e-muito-alta-tensao-fasciculos-1-e-2/Dando sequência ao interesse demonstrado por vários engenheiros na conferência "Subestações de Alta Tensão – Cálculos de Dimensionamento” anunciada em maio do corrente ano e que teve de ser definitivamente cancelada devido a dificuldades pessoais do conferencista, Engenheiro Manuel Bolotinha, vem a Região Sul da Ordem dos Engenheiros, através do Conselho Regional do Colégio de Engenharia Eletrotécnica, promover a divulgação de um conjunto de fascículos intitulados "Conceitos de Subestações de Média, Alta e Muito Alta Tensão”, expressamente compilados para o efeito, da autoria do Eng. Manuel Bolotinha a quem desde já publicamente se agradece.

Serão publicados no Portal, 6 fascículos abordando o desenho das subestações, seus materiais e equipamentos, cálculos de dimensionamento, comissionamento e ensaios.

O acesso aos fascículos, a publicar quinzenalmente a partir deste mês de setembro, será exclusivo a membros da Ordem dos Engenheiros após a introdução do login  (Nº da cédula e Password) no Portal da Ordem.


1º Fascículo - Enquadramento e Princípios Gerais

2º Fascículo - Equipamentos e Sistemas (Volume 1)


Caso tenham alguma questão ou comentário que queiram colocar ao autor podem fazê-lo através do seguinte endereço de email: atividades@sul.oep.pt
]]>
Conceitos de Subestações de Média, Alta e Muito Alta Tensão - Fascículos, 1 e 22021-09-09
Manuel José Grade Ribeiro | 1941 - 2021https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/manuel-jose-grade-ribeiro-1941-2021/

É com pesar que o Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Engenheiros tomou conhecimento do falecimento do Engenheiro Manuel José Grade Ribeiro, Membro Sénior desta Associação Profissional e nela inscrito desde o ano de 1967.

Manuel José Grade Ribeiro era Engenheiro Civil, curso que finalizou em 1966 no Instituto Superior Técnico, em Lisboa.

Grade Ribeiro tornou-se numa figura de referência da Engenharia Hidráulica portuguesa, tendo participado em grandes projetos nacionais, como é o caso do Centro Cultural de Belém e da Fundação Champalimaud.

]]>
Manuel José Grade Ribeiro | 1941 - 20212021-09-09
Águas residuais urbanas | Identificação das zonas sensíveis e das zonas menos sensíveishttps://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/aguas-residuais-urbanas-identificacao-das-zonas-sensiveis-e-das-zonas-menos-sensiveis/Foi publicada, na edição de 8 de setembro de 2021 do Diário da República, a Portaria n.º 188/2021, que procede à identificação das zonas sensíveis e das zonas menos sensíveis para efeitos da aplicação do Decreto-Lei n.º 152/97, de 19 de junho, relativo à recolha, tratamento e descarga de águas residuais urbanas no meio aquático.

A presente Portaria aprova, assim, a revisão da identificação das zonas sensíveis e menos sensíveis, anteriormente constantes do anexo II do Decreto-Lei n.º 152/97. 

- Consulta da Portaria n.º 188/2021 »»»
- Consulta do Decreto-Lei n.º 152/97 »»»

]]>
Águas residuais urbanas | Identificação das zonas sensíveis e das zonas menos sensíveis2021-09-08
Aprovado plano de ação da Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030https://www.ordemengenheiros.pt/pt/atualidade/noticias/aprovado-plano-de-acao-da-estrategia-nacional-para-o-mar-2021-2030/

Foi publicada em Diário da República, no dia 1 de setembro, a Resolução do Conselho de Ministros n.º 120/2021, que aprova o plano de ação da Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030 (ENM 2021-2030), o qual é composto por 185 medidas.

A Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030 (ENM 2021-2030) consiste no principal documento orientador das políticas do mar em Portugal. Com uma estrutura distinta das duas antecessoras, a ENM 2021-2030 alinha os seus princípios orientadores com a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, com o Pacto Ecológico Europeu, com a Política Marítima Integrada da União Europeia (UE), com a Política Comum das Pescas e com políticas subsidiárias, nomeadamente, a Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030, a Estratégia do Prado ao Prato e a Missão Estrelado-Mar 2030: Recuperar o nosso Oceano e Águas, apresentadas recentemente pela Comissão Europeia. Adicionalmente, à semelhança da Política Marítima Integrada da UE, a ENM 2021-2030 incorpora todas as áreas e setores relacionados com a gestão sustentável e a economia do mar.

O plano de ação da Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030 (ENM 2021-2030) pretende ser, simultaneamente, um roteiro para a implementação da mesma e dos seus objetivos estratégicos e metas, assim como uma base para a sua monitorização e avaliação.

A Comissão Interministerial dos Assuntos do Mar é a estrutura responsável pela coordenação do plano de ação da ENM 2021-2030, a quem compete definir, em articulação com as áreas governativas responsáveis por cada medida, os prazos de implementação.

Consulta do plano de ação da Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030 »»»
]]>
Aprovado plano de ação da Estratégia Nacional para o Mar 2021-20302021-09-07